Edição atual

 

O Brasil de ontem era apenas uma figuração exótica no contexto internacional – nossa arte, com poucas exceções, era considerada uma expressão simplória, sem cotações expressivas, da periferia mundial. Hoje as obras realizadas por artistas brasileiros se valorizam a um ritmo crescente; existe mais demanda que oferta. Uma nova geração de players do mercado financeiro e investidores de diversas outras áreas querem colecionar, querem sobretudo entender, saber por si mesmos diferenciar, neste cabedal de possibilidades, o joio do trigo. Empresas querem cada vez mais associar suas marcas à arte, exercer em prol de suas personalidades corporativas brandings estéticos conceituais, injetar valor em seus principais ativos financeiros. Diga-se, um valor atemporal que só a arte é capaz de realizar. A ideia de pertencer a este mundo ou de ter um pouquinho dele em casa ou em coleções institucionais tornou-se uma deliciosa obsessão. Neste contexto histórico contemporâneo, a SANTA ART MAGAZINE interpreta um papel pioneiro e diferenciado. Centrada mais nas obras e nos artistas, a maior preocupação desde o nosso nascimento tem sido a pertinência: produzir conhecimento e uma experiência sensorial perante a obra de arte. Desde então permanecemos como o único veículo do Brasil realmente fine art, centrado na imagem, com textos em diálogo com ela. Para a nossa felicidade, a SANTA é reconhecida por uma parcela expressiva deste restrito mercado como um veículo gerador de tendências, uma fonte preciosa de conteúdo único, uma obra de arte em si mesma, uma vitrine nobre para expor marcas, conceitos e ideias inovadoras. Isso só aumenta nossa responsabilidade de a cada edição manter os princípios que nos norteiam. Cada vez mais entendemos que esta ânsia pelo conhecimento, pela experiência estética, vem ao encontro de nossa proposta.

Da SANTA 7 para a SANTA 8 demos um mergulho profundo nestes conceitos. Como num trajeto épico, percorremos territórios novos, tecemos e aprofundamos alianças, descobrimos juntos com nossos parceiros novas formas de construirvalores. Procuramos aprender na prática como nos tornarmos mais úteis ao mercado como um todo, levando aos nossos leitores aquilo que julgamos ser uma depuração. Foi um longo caminho. O resultado é esta SANTA que se encontra em suas mãos. Mais uma. Seja bem-vindo à SANTA Art Magazine número 8.